Pesquise no Blog do Boratrampar!

O seu negócio é formal ou informal?

Postado em 19/06/2018 - Texto de Rafael Ferreira


Categoria: Empreendedorismo


O seu negócio é formal ou informal?

Formalizar seu negócio ou continuar na informalidade? Saiba as diferenças, vantagens e desvantagens.

Formalizar – significa registrar sua atividade empresarial nos órgãos de controles, em outros termos informar ao governo que seu negócio existe e se submete às regras do poder público. Governo subentende as três esfera da administração pública, municipal, Estadual e Federal, em cada uma é necessário um o mais tipo de registro. Tem ainda as autarquias que fazem parte da administração pública, tais como: INSS, ANVISA, IPEM, Secretarias do Meio Ambiente, Bombeiros etc, nessas são exigidos de acordo com a atividade empresarial. Mais com o sistema simplificado, ficou muito fácil a formalização, podendo dar início pela internet. Saber mais…Portal do MEI

Informal – significa que não tem nem um registro dos mencionados acima, normalmente e na maioria dos caso é feito a partir da própria casa do empreendedor, sem nenhum controle relacionado à segurança tanto do próprio quanto do consumidor. São exemplos de atividade informal: fazer bolos e doces, pães, confeccionar alguma peça do vestuário, laços, prestar algum tipo de serviço, entre outros muitos.

Vantagens e desvantagens

Informal

Existem milhares, até milhões de micro negócios informais no Brasil, desenvolvidos a partir de uma habilidade do seu criador, a prestação de serviços é a atividade comercial onde mais existem informalidade, seguido do comércio e indústria.

Vantagem

A principal vantagem é não ter que enfrentar toda a burocracia do registro nos órgãos competentes. Outra vantagem: tudo que é produzido e vendido, tirando-se os custos diretos, o saldo é do empreendedor, não tendo que recolher nada ao Governo.

Desvantagem

São muitas, mais a principal é o negócio não ter escala. Isso significa que, se o empreendedor (a), cria um excelente produto ou serviço que resolve o problema de muitos potenciais consumidores, não poderá vender, ou seja, atender toda a demanda (procura), pelo produto ou serviço, por falta de canais de distribuição, que são os grandes atacadistas e varejistas. Essas empresas (canais de distribuição), só compram de fornecedores que podem emitir um documento fiscal da venda, as Notas Fiscais. Na informalidade o empreendedor não pode emitir esse documento.

Formal

Vantagens

Ao contrário da informalidade, os pequenos negócios prosperam, criam postos de trabalho, geram renda e podem tornarem-se médios ou grande. Por estarem legalmente constituídos e registrados nos órgãos competentes, são escaláveis, tem acesso a créditos se precisarem para crescer, apoio de entidades de classe, podem vender não só no mercado local, mais também mercado nacional e internacional.

Qualificação do empreendedor

Empreender exige muito profissionalismo, sempre buscar capacitação. É preciso ter em mente as dificuldades nos primeiros anos, as estatísticas não são muito animadoras: apenas 5% das empresas aberta ultrapassam a barreira do primeiro ano. Das 95% que fecharam a maioria foi por falta de planejamento adequado. Solução….SEBRAE!

Sobre as vantagens de formalizar seu negócio, são dois os aspectos a serem considerados na hora de tomar a decisão: comercial e social, como assim? Explico: analisando pelo lado comercial, observando pelo lado do cliente, ou seja, quanto mais informação o cliente tem sobre seu produto ou serviço, mais confia, compra mais e indica para outros.

Um exemplo: D. Adelaide produz a trufa mais saborosa da cidade, mais não tem um rótulo informando quais ingredientes são usados e seu valor nutricional por exemplo, o consumidor considera muito importante essas informações porque está preocupadas em ter mais saúde e bem estar. Ações de marketing, vale mesmo mostrar em vídeos todo o processo produtivo. A qualidade do produto ou serviço, fideliza e agrega valor.

Analisando pelo lado social – O empreendedor passa a ter direitos que não tinha como informal. Um dos mais importante, se ficar doente, incapacitado permanente ou temporário, tem direito ao benefício do auxilio-doença do INSS, tem direito à aposentadoria. Pode também contratar um funcionário, tendo o mesmo todos os direitos que lhe são devido.

Via: Super Criativo


Categorias